Festival Lume de Cinema

Filmes cults. Filmes de arte. Filmes viscerais. Filmes intensos. Filmes marcantes. São muitas as denominações que se pode dar à seleção feita pela Lume Filmes para o seu IV festival. Observa-se na programação muito do gosto do seu curador e organizador, Frederico Machado, um cineasta independente e, por isso mesmo, livre de amarras para ousar e transmitir para a tela suas inspirações e paixões.

Em São Paulo, o festival premiou “Still Life – Gorge Coeur Ventre”, de Maud Alpi, seu longa-metragem de estreia. Na história vê-se a trajetória de um jovem e seu cachorro em um matadouro. O filme vai aumentando de intensidade ao ponto desse rapaz refletir sobre a sua vida e as suas tarefas – talvez pela sua forte relação com o amigo de quatro patas. A forma como o cachorro lida com a própria sobrevivência é um ponto importante para o comparativo e a autocrítica. Um filme forte e imperdível que tem a cara do Festival Lume.

Já o melhor curta-metragem foi “Over”, de Jörn Threlfall. Um filme intrigante sobre um homem africano que caiu de um avião e morreu congelado após viajar no trem de pouso de forma clandestina. É uma história baseada em um acidente que ocorreu em Londres e relembra a necessidade de se discutir sobre a imigração pelo mundo. A linguagem cinematográfica que o diretor usou também mostra toda a sua criatividade e chama a atenção dos cinéfilos.

Pode-se dizer com toda a certeza que, por exibir tantos filmes de qualidade, o Festival Lume é uma homenagem e um brinde à paixão do expectador pela sétima arte. As exibições lançam luz à necessidade de ser ver autores diferentes e projetos de lugares distantes que dificilmente chegam ao mercado brasileiro.

O Festival Lume é necessário e importante para o cinema.

Confirma a programação que vai até 10 de abril em diferentes cidades em:
http://www.lumefilmes.com/programacao

IV-festival-lume-cinema-poster

Estrelas além do tempo

Um filme inspirador que merece cada menção honrosa, cada prêmio, cada estrela. Essas mulheres são heroínas da vida real.

Walter do 402 faz pré-estreia no Brasil

O filme do cineasta Breno Ferreira fez sua estreia em terras brasileiras. Depois de ganhar prêmios em festivais internacionais, o curta foi destaque na noite do Rio de Janeiro no Cine Joia, um dos mais charmosos da cidade.
O público compareceu e lotou duas sessões. Estiveram por lá toda a equipe, o produtor João Rocha, o diretor de fotografia Ralf Tambke, o diretor Breno Ferreira, além dos atores Alcione Mazzeo, Gustavo Arthiddoro, Daniela Fontan, Fátima Montenegro e Aracy Cardoso que estrelam o “Walter” O protagonista Antonio Petrin, que mora em São Paulo e está gravando, enviou um vídeo para ser exibido antes da sessão. Quem prestigiou o evento também foi o talentoso ator Antônio Pitanga, um dos mais queridos do país.

Fotos: Rogério Fidalgo
IMG-20170307-WA0004

IMG-20170307-WA0001

La La land – City of Stars

Aquela música apaixonante só pra começar bem o fim de semana.

IV Festival Internacional Lume de Cinema

Contagem regressiva para o IV Festival Internacional Lume de Cinema. Realizado simultaneamente em 15 cidades, o público verá produções independentes e autorais de diversos países, tanto longas quanto curtas-metragens. A solenidade oficial é amanhã no Cine Sesc Augusta. Para conhecer a programação da sua cidade acesse www.lumefilmes.com/festival. Confira a programação em São Paulo:

02 de março

16h30

JOVENS INFELIZES… de Thiago B. Mendonça (BRASIL)
(127 min) (16 anos)

L’INFINI de Lukas Dhont (BÉLGICA)
(22min) (12 anos)

19h00

LESTE OESTE de Rodrigo Grota (BRASIL)
(86min) (16 anos)

21h (SESSÃO OFICIAL DE ABERTURA)


THREAD de The Boy (GRÉCIA)
(94min) (16 anos)

OVER de Jörn Threlfall (REINO UNIDO)
(14min) (12 anos)

ECLIPSE SOLAR de Rodrigo Oliveira (BRASIL)
(28min) (12 anos)



03 de março

16h30

THREAD de The Boy (GRÉCIA)
(94min) (16 anos)

OVER de Jörn Threlfall (REINO UNIDO)
(14min) (12 anos)

ECLIPSE SOLAR de Rodrigo Olveira (BRASIL)
(28min) (12 anos)

19h00

JOVENS INFELIZES… de Thiago B. Mendonça (BRASIL)
(127 min) (16 anos)

L’INFINI de Lukas Dhont (BÉLGICA)
(22min) (12 anos)

21h30

AMOK de Vardan Tozija (MACEDÔNIA)
(100min) (16 anos)

O HOMEM QUE VIROU ARMÁRIO de Marcleo Ikeda (BRASIL)
(22min) (Livre)



04 de março

16h30

EAT YOUR BONES de Jean-Charles Hue (FRANÇA)
(94min) (16 anos)

AINDA SANGRO POR DENTRO de Carlos Segundo (BRASIL)
(24min) (12 anos)
​​
19h00

AMOK de Vardan Tozija (MACEDÔNIA)
(100min) (16 anos)

O HOMEM QUE VIROU ARMÁRIO de Marcelo Ikeda (BRASIL)
(22min) (Livre)

21h30

STILL LIFE de Maud Alpi (FRANÇA)
(82min) (16 anos)

IMPORT de Ena Sendijarevic (HOLANDA)
(17min) (14 anos)

THE GIFT de Sophie Perrier (SUÍÇA)
(20min) (Livre)


​​
05 de março

16h30

LESTE OESTE de Rodrigo Grota (BRASIL)
(86min) (16 anos)

THE SON de Hristo Simeonov (BULGÁRIA)
(29min) (Livre)

RETURN OF ERKIN de Maria Guskova (RÚSSIA)
(29min) (12 anos)

19h00

STILL LIFE de Maud Alpi (FRANÇA)
(82min) (16 anos)

IMPORT de Ena Sendijarevic (HOLANDA)
(17min) (14 anos)

THE GIFT de Sophie Perrier (SUÍÇA)
(20min) (Livre)

21h30

THE WOUNDED ANGEL de Emir Balgazin (CAZAQUISTÃO/FRANÇA/ALEMANHA)
(112min) (16 anos)

AQUELA RUA TÃO TRIUMPHO de Gabriel Carneiro (BRASIL)
(15min) (12 anos)

​​

06 de março

16h30

STILL LIFE de Maud Alpi (FRANÇA)
(82min) (16 anos)

IMPORT de Ena Sendijarevic (HOLANDA)
(17min) (14 anos)

THE GIFT de Sophie Perrier (SUÍÇA)
(20min) (Livre)

19h00

THE WOUNDED ANGEL de Emir Balgazin (CAZAQUISTÃO/FRANÇA/ALEMANHA)
(112min) (16 anos)

AQUELA RUA TÃO TRIUMPHO de Gabriel Carneiro (BRASIL)
(15min) (12 anos)

21h30

EAT YOUR BONES de Jean-Charles Hue (FRANÇA)
(94min) (16 anos)

AINDA SANGRO POR DENTRO de Carlos Segundo (BRASIL)
(24min) (12 anos)
​​


07 de março

16h30

THREAD de The Boy (GRÉCIA)
(94min) (16 anos)

OVER Jörn Threlfall (REINO UNIDO)
(14min) (12 anos)

ECLIPSE SOLAR de Rodrigo Olveira (BRASIL)
(28min) (12 anos)

​​
19h00

AMOK de Vardan Tozija (MACEDÔNIA)
(100min) (16 anos)

O HOMEM QUE VIROU ARMÁRIO de Marcelo Ikeda (BRASIL)
(22min) (Livre)

21h30

THE WOUNDED ANGEL de Emir Balgazin (CAZAQUISTÃO/FRANÇA/ALEMANHA)
(112min) (16 anos)

AQUELA RUA TÃO TRIUMPHO de Gabriel Carneiro (BRASIL)
(15min) (12 anos)

​​

08 de março

16h30

JOVENS INFELIZES… de Thiago B. Mendonça (BRASIL)
(127 min) (16 anos)

L’INFINI de Lukas Dhont (BÉLGICA)
(22min) (12 anos)

19h00

LESTE OESTE de Rodrigo Grota (BRASIL)
(86min) (16 anos)

RETURN OF ERKIN de Maria Guskova (RÚSSIA)
(29min) (12 anos)

​​

21h30

ENCERRAMENTO – PREMIAÇÃO
Entrada gratuita através de senhas 1 hora antes da sessão
ANGÚSTIA de Frderico Machado (20 min) (Classificação Indicativa: 10 anos)
Curta vencedor
Longa venced

Oscar 2017

Todas as atenções do cinema mundial estão no Oscar. Este ano La La Land surge como favorito, porém, “Estrelas além do tempo” e “Moonlight” prometem dar trabalho.
Uma curiosidade: “Ben Hur” (1960), “Titanic” (1998) e “O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei” (2004) levaram 11 estatuetas. “La La Land” tem 14 indicações e pode até ultrapassar esses clássicos.
Vale a torcida de casa pelo filme que mais tocou o seu coração.

La La Land

Quem nunca sonhou em ser uma estrela do cinema?! Muitos estão por aí em busca desse sonho que parece tão distante, mas que faz parte da rotina de milhares de artistas pelo mundo.
La La Land poderia ser um filme sobre isso. Mas vai além. O que vemos na telona é uma obra de amor à arte. A paixão do artista. Seus sofrimentos. Sua persistência. O que dizer então da atuação brilhante de Emma Stone e Ryan Gosling.  Que primor. O casal levam todo o amor pelo cinema e pela música, respectivamente, para sua própria relação. E não se trata de beijos e abraços, mas de dança. Eles dançam muito. Eles voam. Eles sonham.
É preciso, ainda, destacar a brilhante fotografia de Linus Sandgren por sua habilidade de usar o claro e o escuro como um diferencial na linguagem do filme.
O diretor Damien Chazelle conseguiu fazer de sua direção uma verdadeira composição. Ele orquestrou os atores como um maestro de ouvidos atentos e gestos singelos.
E que final deslumbrante. É claro que gerou uma expectativa e seu salto foi ainda maior. Teve coragem em um filme tão romântico. Como um solista em um Ato Final.

 

50 tons mais escuros

Chegou a vez da história de Christian Grey e Anastasia Steele ganharem um novo capítulo nas telonas.

A bela e a fera

Está pertinho da estreia. E não custa nada olhar mais um pouquinho, porque parece que A Bela e a Fera será um dos melhores lançamentos do ano.

Assassin’s Creed

Muita ação e aventura nesse blockbuster. A trama possui um constante flash back que intercala com as cenas do presente sem perder o ritmo. Destaque para a fotografia quente e para a edição.